Adyta vai integrar projeto de desenvolvimento de redes de comunicação quânticas para a Defesa Europeia

9 Julho, 2021

A proposta DISCRETION foi submetida ao concurso de apresentação de propostas 2020 do Programa Europeu de Desenvolvimento Industrial da Defesa 

 

A proposta DISCRETION, do consórcio integrado pela ADYTA, foi a primeira classificada no tópico de Cyber situational awareness and defence capabilities, defence networks and technologies for secure communication and information sharing do convite à apresentação de propostas EDIDP 2020 (EDIDP-CSAMN-2020).

O projeto será desenvolvido durante 42 meses e ascende a um orçamento total de 6.719.699,75 € (seis milhões, setecentos e dezanove mil e seiscentos e noventa e nove mil euros e setenta e cinco cêntimos).

O trabalho será desenvolvido por uma equipa composta também pela DEIMOS Engenharia, líder do consórcio, pelo Instituto de Telecomunicações, Instituto Superior Técnico e Altice Labs (todas entidades portuguesas), Telefonica Investigación y Desarrollo S.A.U., Universidad Politécnica de Madrid (ambas de Espanha), Austrian Institute of Technology GmbH (da Áustria) e Nextworks (de Itália).

O projecto DISCRETION visa integrar e combinar as tecnologias de redes definidas por software (SDN) e distribuição de chaves quânticas. Juntamente com redes óticas herdadas, vai ser possível construir uma arquitetura de controlo de rede altamente segura, escalável e resiliente para serviços avançados de operações tácticas. Em comparação com a abordagem tradicional, onde as interfaces de configuração e gestão da rede são tipicamente proprietárias e ligadas a um fabricante específico, a SDN representa uma revolução que suporta uma maior evolução da rede, abrindo-a a tecnologias potencialmente disruptivas como a distribuição de chaves quânticas (QKD) e tecnologias quânticas em geral.

Esta tecnologia reforçará a autonomia da defesa europeia em comunicações seguras e permitirá às forças armadas europeias utilizar também o Espectro de Radiofrequências para atividades militares.

Carlos Carvalho, CEO da Adyta, afirma que “este é um projeto determinante para a empresa, tanto mais que as tecnologias quânticas serão determinantes no futuro das comunicações seguras e esta área – a das comunicações seguras – é um dos nossos principais focos. É um orgulho para a Adyta estar envolvida neste projeto, num consórcio composto por entidades tão relevantes, quer nacionais e internacionais.”.

 

Sobre o EDIDP

O Programa Europeu de Desenvolvimento Industrial da Defesa (EDIDP) é um programa industrial da UE que apoia a competitividade e a capacidade de inovação da indústria de defesa da União Europeia.

O EDIDP, com um envelope financeiro de 500 milhões de euros para 2019-2020, foi o primeiro programa de apoios de sempre da UE destinado ao desenvolvimento de capacidades e ao co-financiamento do desenvolvimento conjunto de produtos e tecnologias de defesa (novos e modernização dos existentes). O EDIDP foi um dos dois programas precursores do Fundo Europeu de Defesa.

 

Mais informação em:

https://ec.europa.eu/defence-industry-space/system/files/2021-06/EDIDP2020_factsheet_CSAMN_SDN_DISCRETION.pdf