ADYTA participa no DISCRETION, um projeto europeu pioneiro no desenvolvimento de redes de comunicação quântica para a Defesa, que arranca hoje em Lisboa

12 Janeiro, 2022

A ADYTA participa no consórcio da atividade no âmbito do Programa Europeu de Desenvolvimento Industrial de Defesa

O projeto tem como objetivo o fornecimento de serviços de criptografia de alta segurança de última geração para serem aplicados em cenários de Defesa pela primeira vez.

Realizou-se hoje em Lisboa a reunião oficial de arranque do DISCRETION com a participação da Comissão Europeia e representantes dos 4 Estados Membros que apoiam este projeto (Portugal, Espanha, Itália e Áustria).

A ADYTA participa no consórcio da atividade no âmbito do Programa Europeu de Desenvolvimento Industrial de Defesa

Este projeto tem como objetivo o fornecimento de serviços de criptografia de alta segurança de última geração para serem aplicados em cenários de Defesa pela primeira vez.

Os computadores quânticos e o potencial dessas novas máquinas para quebrar a maioria das cifras conhecidas faz com que as comunicações militares, e não só, se tornem cada vez mais vulneráveis. DISCRETION é um projeto pioneiro que aborda esta ameaça usando tecnologias disruptivas como Software Defined Networks (SDN) e Quantum Key Distribution (QKD) para criar uma rede de comunicação segura e resiliente para as forças militares europeias. Fazendo uso de redes óticas legadas, DISCRETION permitirá construir uma rede altamente segura, escalável e resiliente para serviços operacionais táticos avançados.

Existem várias iniciativas em curso na Europa que fazem uso de propriedades quânticas de átomos ou partículas de luz para diferentes fins, como computação, comunicação e sensoriamento, como o EuroQCI, com o objetivo principal de construir uma rede segura de ponta a ponta usando tecnologias quânticas. O DISCRETION está claramente alinhado com esta estratégia europeia e fornecerá um conjunto de serviços exclusivos de criptografia de alta segurança de ponta a ponta a serem aplicados em cenários de Defesa pela primeira vez. Seguramente contribuirá, não apenas para reforçar a autonomia da Defesa Europeia em comunicações seguras, mas também permitirá que as forças armadas europeias usem o espectro de rádio para atividades militares.

A proposta DISCRETION classificou-se em primeiro lugar no tópico cyber situational awareness and defence capabilities, defence networks and technologies for secure communication and information sharing do convite à apresentação de propostas da EDIDP 2020 (EDIDP-CSAMN-2020).

O Gabinete Naciona de Segurança, o Ministério da Defesa português e o CHOD português estiveram envolvidos na definição de alguns requisitos operacionais durante o desenvolvimento do documento que foi submetido à Comissão Europeia.

Este projeto é liderado pela Deimos Engenharia, apoiado pela Autoridade de Segurança Nacional Portuguesa, pelo Ministério da Defesa Português e pelo Chefe da Defesa Português. O Instituto de Telecomunicações, o Instituto Superior Técnico, a Altice Labs e a ADYTA (de Portugal), Telefonica Investigación y Desarrollo S.A.U., Universidad Politécnica de Madrid (ambas da Espanha), o Austrian Institute of Technology GmbH e Nextworks, da Itália são os membros do consórcio.

“Este projeto permite à ADYTA estar uma vez mais no topo da inovação no que a comunicações seguras diz respeito, principalmente por se tratar de um consórcio cujos participantes incorporam grande experiência e conhecimento. Este é um projeto que aborda as tecnologias quânticas, fundamentais para o futuro das comunicações seguras. É com orgulho e honra que integramos este consórcio.”, afirma Carlos Carvalho, CEO da ADYTA.

“Esta atividade é um trampolim para a Deimos”, afirma Nuno Ávila, Diretor da Deimos Engenharia. “As tecnologias quânticas são o futuro para comunicações confiáveis ​​e estamos entusiasmados por sermos os pioneiros na construção dessa capacidade para a defesa europeia”.

Catarina Bastos, Gestora de Projetos DISCRETION na Deimos Engenharia, afirma: “Estamos muito felizes por ter a possibilidade de desenvolver uma rede deste tipo a partir de Portugal. O nosso consórcio é único em termos de experiência e inovação. Uniremos todas as nossas forças para mudar o paradigma de comunicação e partilha de informações na Europa”.

“Este projeto é uma oportunidade para o desenvolvimento de uma capacidade criptográfica”, afirma Luis Policarpo, Gerente do Projeto DISCRETION para os Estados Membros. “Essa capacidade pode ser usada nacionalmente e dará a alavancagem necessária para enfrentar as novas ameaças híbridas”.

“O Contra-Almirante Gameiro Marques, Diretor-Geral do Gabinete de Segurança Nacional Português, afirma que “Este projeto é também visto como um forte contributo para a melhoria do atual nível de autonomia estratégica tanto para a UE como para os Estados-Membros participantes, uma vez que irá proporcionar uma capacidade de criptografia QKD para ser usada em redes militares e altamente sensíveis”.